Posted by
COMPORTAMENTO | A importância do movimento Black Lives Matter.

3.6.20


Mais que uma hashtag, o movimento Black Lives Matter é uma campanha contra a violência direcionada as pessoas pretas, por isso devemos usá-la para denunciar, informar e combater o racismo e quaisquer tipos de violência praticadas contra qualquer pessoa pela sua cor de pele, cabelo, ou descendência.

Você sabia que racismo é crime e sua prática constitui crime inafiançável e imprescritível, sujeito à pena de reclusão, nos termos da lei? Pois é, muita gente acha que aquela "piadinha do senso comum" é apenas uma brincadeira, mas tudo o que atinge uma pessoa por aquilo que ela é, de forma ofensiva, tem muitos efeitos em sua vida, por isso nós, incluindo as pessoas que se defendem dizendo "esse não é meu lugar de fala" ou se julgam "neutras", temos que aprender, e muito, talvez até nos retratar, por séculos de injustiça, desrespeitos e pelas vidas que foram tiradas injustamente dos nossos irmãos.

Sabe porque o Black Lives Matter não pode ser só uma hashtag num post preto? Porque a população preta é a mais afetada pela desigualdade e pela violência no Brasil. Porque a população preta é a maioria (78,9%) dos indivíduos com mais chances de serem vítimas de homicídios. Porque o racismo brasileiro, sustentado em 3 séculos de escravidão, e muitas vezes minimizados pela branquitude nativa, revela-se sem meias palavras. 


E não para por ai.

Projeta-se que apenas em 2089, brancos e pretos terão uma renda equivalente no Brasil. Entre os anos de 2003 e 2013, o número de mulheres pretas assassinadas cresceu 54%, ao passo que o índice de feminicídios de brancas caiu 10% no mesmo período de tempo.

Você sabia que homens, jovens, pretos e de baixa escolaridade são as principais vítimas de mortes violentas no País? Atualmente, de cada 100 pessoas assassinadas no Brasil, 71 são pretas, além disso mais da metade (61,6%) dos presos são pretos e pardos.

E quando falamos de cultura e oportunidades, o cenário não melhora.

Apenas 10% dos livros brasileiros publicados entre 1965 e 2014 foram escritos por autores pretos. Uma pesquisa revelou que homens pretos são só 2% dos diretores de filmes nacionais. Atrás das câmeras, não foi registrada nenhuma mulher preta. O fosso racial permanece entre os roteiristas: só 4% são pretos. Dentre os filmes de maior bilheteria entre os anos de 2002 e 2014, 31% tinham no elenco atores pretos, quase sempre interpretando papeis associados à pobreza e criminalidade. Outro dado que choca é que 63,7% dos desempregados no Brasil são pretos e pardos.

É gente, nossa função vai a além das publicações que estamos fazendo nas redes sociais e enchendo a hashtag #blacklivesmatter de posts sem conteúdo. Vamos usar esse espaço para informar, desconstruir, denunciar, mudar o que está em nossa volta. 

Se você presenciar qualquer tipo de agressão ou racismo faça uma denuncia através da internet ou se dirija a uma delegacia comum ou nas que prestam serviços direcionados a crimes raciais, como as Delegacias de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), que funcionam em São Paulo e no Rio de Janeiro. Ver e não agir é não fazer o seu papel como cidadão que apoia o movimento #blacklivesmatter.

BLOG ENTRE ELES - 2020 • Todos os direitos reservados •
Desenvolvido por Quercio Santos